8.4.10

INSPIRAÇÃO FUGIDIA


Sim, é verdade.
Que alegria!
Ela voltou,
A inspiração fugidia.
Ela sabia
A falta que me fazia!
Perguntei-lhe, "onde foste
Que me deixaste sòzinha,
triste, abandonada,
Vazia, sem fazer nada!
Como podia
Se sem ti
Minha vida fica vazia!
Sabes que te amo,
Que és a minha companhia,
Que me fazes brilhar,
Que me fazes sonhar,
Que me dás tanta alegria!
Envolve-me em teus braços,
Dá-me a tua magia.


Adelade

3 comentários:

Ana Martins disse...

Que bom que ela voltou Mara,
a minha ás vezes também foge, creio que acontece com todos os que escrevem.

Beijinhos,
Ana Martins

Ana Martins disse...

Querida Mara,
e não é que a sua inspiração voltou bem forte?
Tantos posts num só dia... Fantástico!

Beijinhos,
Ana Martins

MARA disse...

Querida Ana,

Tinha estes poemas esquecidos e resolvi arejá-los. Não fiz tudo hoje.
Quem me dera!!!

Beijinhos
Mara