19.7.09


JOÃO PAZ
Posted by Picasa

5 comentários:

Maria Letra disse...

Tal como neste belíssimo quadro, também na vida há sempre um Sol que espreita por detrás dumas teimosas nuvens que tentam ofuscar as nossas vidas.
Parabéns ao teu filho João Paz, Milai.
Maria Lera

Mara disse...

Mizita,

Obrigada pelo teu comentário que me parece um pouco de poesia.

O meu filho de agradece.

Beijos
Milai

Pedro Ferreira disse...

Vim fazer-lhe a visita semanal, sei que desta vez o quadro não é seu, do filho, se bem percebi.

Parabéns ao autor, adoro a serenidade que transmite, as cores, tudo.
Se ainda bem me lembro, quem sai aos seus...ou fica melhor aqui, filho de peixe...

Parabéns também à mãe babada, já sei porque tanto gosta a minha mãe de si, tanta coisa em comum.

Um beijinho ternurento.
Pedro Ferreira

Mara disse...

ola querido Pedro,
Com que então eu vou ter a sua visitinha semanal! Que bela notícia. Fico feliz.
Realmente este quadro foi feito pelo meu filho João, nos tempos em que nenhum sonhava que a Mãe deles iria um dia fazer-lhes uma surpresa. Há coisas que têm uma hora certa para acontecer.
Comecei por pintar um quadro, a medo, pois temia uma reacção pouco expressiva da parte dos filhos. Foi um trabalho do tipo TPC (trabalhos para casa, com certeza que sabe)depois que, certo dia, perguntei ao João: A quem sairão vocês se o Pai não pintava? Só se for a ti Mãe. Então, tipo professor, me disse com um livro de Monet na mão. Pinta esta tela Mãe. CAMPO DE PAPOILAS". Foi aí que senti o medo. Serei capaz? mas pintei, ansiosa por mostrar o meu trabalho. O João entrou, olhou o quadro (eu até tremia por dentro, que irá ele dizer?). Nisto abre a boca e diz: O quê? Mãe, foste tu que fizeste isto? Mãe, continua, saímos todos (3) a ti. Eu ia tendo um colapso. Nunca mais parei. A alegria foi tão grande que pintei como uma louca. Quase atingi a centena no espaço de um ano mais ou menos. Agora acalmei e a preguiça está aproveitando a situação porque pinto muito menos e às vezes muito pior. Mas preciso ter sempre uma tela à mão para o que der e vier. É uma pequena história de vida. Desculpe o tempo que lhe roubei.

Beijos da amiguinha da Mãe
Milai

Fernanda disse...

Olá amiga Milai,

Quer dizer, esteve cá primeiro o filho, não tenho desculpa.

Sabes Milai??? ele tem toda a razão e depois e ler a tua resposta (em duplicado), realmente são uma família de verdadeiras PINTORES.

Parabéns.
Beijinhos mil