27.7.09

CARMEN DE BIZET . HABANERA

Quand je vous aimerai?
Ma foi, je ne sais pas,
Peut-être jamais,
peut-être demain.
Mais pas aujourd'hui,c'est certain.

L'amour est un oiseau rebelle
Que nul ne peut apprivoiser,
Et c'est bien en vain qu'on l'appelle,
S'il lui convient de refuser.
Rien n'y fait, menace ou prière,
L'un parle bien, l'autre se tait;
Et c'est l'autre que je préfère
Il n'a rien dit; mais il me plaît.
L'amour! L'amour! L'amour! L'amour!

L'amour est enfant de Bohême,
Il n'a jamais, jamais connu de loi,
Si tu ne m'aime pas, je t'aime,
Si je t'aime, prend garde à toi!
Si tu ne m'aime pas,
Si tu ne m'aime pas, je t'aime!
Mais, si je t'aime,
Si je t'aime, prend garde à toi!
Si tu ne m'aime pas,
Si tu ne m'aime pas, je t'aime!
Mais, si je t'aime,
Si je t'aime, prend garde à toi!

L'oiseau que tu croyais surprendre
Battit de l'aile et s'envola;
L'amour est loin, tu peux l'attendre;
Tu ne l'attend plus, il est là!
Tout autour de toi vite, vite,
Il vient, s'en va, puis il revient!
Tu crois le tenir, il t'évite;
Tu crois l'éviter, il te tient!
L'amour, l'amour, l'amour, l'amour!

L'amour est enfant de Bohême...

4 comentários:

Vitor Chuva disse...

Olá Mara!

Lembrei-me de passar pelo seu blog, e, confesso,tive uma agradável surpresa. Vejo que em matéria de música partilhamos alguns escolhas, a começar pela Carmen, que, segundo os entendidos, fez mais pela divulgação da música clássica que tudo o resto que foi feito nesse sentido; eu acho que me iniciei por aí- é escolha ideal para que quer aprender a gostar, devagarinho. Mas não sou entendido na matéria, apenas um curioso, sobretudo interessado em ouvir, mais do que saber o que está por detrás do que se ouve, embora isso também me desperte a curiosidade. Claro que gosto de muitas outras peças, sobretudo daquelas que eu considero mais fáceis de gostar, sem esforço.

Um abraço, e boa música!

Vitor Chuva

Mara disse...

Olá Vitor,
Obrigada pela sua agradável surpresa.
É bom encontrar quem goste de ópera. Muitos não gostam.
Eu sou louca por ópera. Alguma, não toda. Há a pesada e a mais leve. Apaixonei-me especialmente pelas obras que mais cantei nos meus quase 20 anos de permanência num Coro de opera aqui do Porto. Vivi a ópera por dentro. Certas obras ficaram-me gravadas para sempre.
Tive a feliz ideia de colocar nos meus espaços certas árias que adoro, com as respectivas letras. Assim, posso matar as saudades e ter o prazer de as cantar quando estou só.
Obrigada e uma boa semana
Milai

Alvaro Oliveira disse...

Olá MARA

Desconhecia este seu interesse pela ópera. Felizmente encontro
entre os meus amigos, alguém que
partilha o meu gosto pela música.
É tal a minha paixão pela música
classica, ópera, canto lírico,
música ligeira, que me prende horas
contínuas a deleitar-me com a música. No meu PC tenho Média Play
carregado com obras dos mais célebres compositores. E é claro
que a Qarmen de Bizet não me podia
faltar e é a única que tenho só tocada por Orquestra e cantada
por Maria Callaas. felicito-a amiga
pelo seu bom gosto musical.

Um beijo

Alvaro

Mara disse...

Olá amigo Álvaro,
Que bom... Encontrar alguém que ama a ópera como eu, faz as minhas delícias. Estive quase para colocar um vídeo com a Maria Calas mas não encontrei nenhum com um pouquinho de cor. Claro que M.Callas está sempre em primeiro lugar.
Se for a www.maqira,blogspot.com (um outro blog meu, vai encontrar um trecho que cantei muitas vezes no coro de que fiz parte. Decidi colar vídeos com as respectivas letras para poder cantar, matar saudades, sempre que me apetecer. Não imagina o bem que me faz!!!

Beijos
Mara