17.4.09

O LOBO



Era um estudante ALGARVIO a quem chamavam O LOBO. Porque teria tal alcunha? Seria grande e gordo? Ou porque tinha uma grande cabeça para decorar poesia? Ele gostava de poesia a tal ponto que decorou os versos da NAU CATRINETA do princípio ao fim. Sentia orgulho nisso e, se o deixassem, recitava-os a toda a hora.
Ninguém sabia de que freguesia era O LOBO. Só se sabia que no seu tempo se realizava a Feira das Amoreiras, uma praça que se transformou depois em jardim. Pois foi aí que o Abel Hipólito e mais alguns amigos o encontraram e o convenceram a recitar, na barraca de espectáculos, A NAU CATRINETA. Como recitava muito bem, seria, certamente, muito aplaudido pelo público presente na feira.
Decidiram falar com o dono da barraca para lhe dizerem que, nessa noite, ele teria um espectáculo novo e gratuito se assim o quisesse. Claro que aceitou pois tratar-se-ia
de um tema diferente que chamaria a atenção dos expectadores. Sobe o pano... O LOBO, um pouco intimidado e com as pernas a tremer, começou com voz arrastada :

Lá vem a Nau Catrineta
Que traz muito que contar;
Deitaram sola de molho
mas não a puderam tragar.

........................

4 comentários:

Fernanda Ferreira disse...

Amiga Mara,

Onde foste tu descobrir a história do Lobo algarvio que sabia de cor os versos da Nau Catrineta???
Só tu...depois não queres que eu diga que és linda,

Beijão

Mara disse...

Querida Ná,

Tenho a mania de folhear tudo que me aperece pela frente. às vezes aparecem-me textos que acho giros, dou-lhes o meu jeito, enfeito-os e lá vão eles para o blog.

Se eu sou linda, tu, com essa cabeça, é que és ainda mais linda do que eu.

Beijões
Mara

(Tenho outro blog já mais antigo e que ando a organizar. Qd tiveres tempo dá lá um saltinho, ok? "www.maqira.blogspot.com"

Sonia Facion disse...

Interessante Mara!!!

è por cá não conheço esse Lobo e nem a nau Catrineta.

Bom fim de semana.

Sonia

Mara disse...

QUERIDA sÓNIA,

VAI AO GOOGLR E PROCURA EM "NAU CATRINETA". PENSO QUE LÁ FICAS A CONHECER.

BEIJINHOS