5.4.09

MENINA LOIRA E TRISTE


Zizi, olhos azuis da cor do céu que nos cobre, tinha lágrimas nos olhos, sentada
numa pedra do caminho. "Olá querida Zizi porque choras lágrimas tão lindas, tão tansparentes, com um leve tom azulado que o céu lhes emprestou? A Zizi não era capaz de falar, as lágrimas continuavam caindo, sem parar. Algo lhe teria acontecido que ela não queria dizer..." tua mamã ralhou-te? Bateu-te? Ou foi o teu papá que falou mais alto contigo?" Ajoelhei, abracei-a, beijei-a, senti o calor do seu corpinho doce e acariciei seus longos cabelinhos dourados. Era o que lhe faltava...amor, carícias...beijos...calor humano. Depois fui eu que chorei, que chorei sem parar porque compreendi o problema da Zizi e de todas as Zizis espalhadas por este nosso mundo gelado de amor, de sensibilidade, para o qual só alguns poucos valem, mas que muitos nada valem.

Mara

2 comentários:

Maria Letra disse...

Texto triste mas, infelizmente, com muito realismo, um realismo que corta o coração, sobretudo porque duma criança se trata. E, Mara, tanta gente, infelizmente, continua indiferente.
Um abraço.
Maria letra

Fernanda Ferreira disse...

Milai, amiga

Doloroso mas verdadeiro.
Cada vez há mais Zizis e menos amor e carinho para dar...Triste, muito triste,

Beijos