22.3.09

AS MINHAS GAIVOTAS


São três gaivotas lindas, brancas como a neve e manchadas de cinza claro, que me dão os bons dias todas as manhãs. Encontro-as empoleiradas no candeeiro em frente de minha varanda. Estamos, eu e elas, exactamente à mesma altura a partir do solo. Eu chego e digo "Olá belezas" e elas respondem à sua maneira: viram o bico para o céu, (em direcção ao Criador), esgoelam-se, e dão um grito como que a dizer-me também "Olá, bom dia". Depois, vaidosas, ensaiam os seus belos voos, asas bem abertas, cortam o céu a seu belo prazer. Encanto de se ver. Como dizia H.Thomas, que muito admiro pelos seus escritos, a natureza está cheia de milagres, nós os humanos é que não reparamos. Considero as minhas gaivotas mais um desses milagres. O grito que dão com o bico virado ao céu para me darem os bons dias, é muito diferente do tom de grito para me pedirem as migalhas a que as habituei. Já não viram o bico para o Criador mas para mim. Dão umas voltas, fazem-se rogadas mas, por fim, comem as migalhas, ao mesmo tempo que se debicam umas às outras, para protegerem o que acham que é delas por direito.

5 comentários:

Fernanda Ferreira disse...

Amiga Mara,
Bom dia alegria!!! está um dia lindo, e espero que as suas lindas gaivotas já tenham tomado o pequeno almoço e apresentado as saudações habituais (^o^)!!!

Eu tenho andorinhas na minha garagem, segundo ano consecutivo, estão a restaurar o ninho e a namorar...conversam muito e cantam e cantam...também sujam, por isso arranjei um velho guarda-chuva e coloquei por baixo do ninho!!!

Eu sou particularmente feliz, acordo com o chirear de váras aves
e barulhos de pássaros no telhado e janelas.
A felicidade está nestas pequeninas coisas, como nós sabemos...

Beijinhos da amiga
Fernanda

Mariazita disse...

Querida Milai
A minha casa fica muito próximo do rio (Tejo)- 400/500 metros... - e nas traseiras aparecem sempre muitas gaivotas.
Achei engraçada a tua descrição, porque aqui também elas ficam à mesma distância do solo que eu (mais uma das nossas coincidências...)e muita vezes estão empoleiradas nos candeeiros públicos (há aqui uma escola secundária - nas traseira - com vários candeeiros), é um espectáculo digno de se ver.
Gostei muito do teu texto, e a foto escolhida é lindíssima.
Já uma vez falamos a respeito de aves, quando publiquei no Sempre Jovens um post sobre pássaros, lembras-te? Tenho até guardado o teu comentário, porque gostei muto da história que contaste do passarinho que trataste...
Tenho boa memória, como vês...

Desejo-te um domingo nuito feliz, com muita paz e amor...

Beijinhos
Mariazita

PS - Desculpa não aparecer muito, mas o tempo não chega para tudo. Tenho dois blogs às costas,um em construção... e mais dois a que presto assistência técnica...
É apenas isto, e não que te tenha esquecido, CLARO!!!

Mara disse...

Querida Fernanda,
Acho que temos gostos parecidos. Há quem diga mto mal das gaivotas, porque são aves do mar e invadem a terra aos montes. Sujam tudo por onde andam. A histótia que contei ´foi verdadeira. Passou-se exactamente como descrevo. As andorinhas são diferentes, constroem o seu belo ninho e essa do guarda-chuva foi uma grande ideia. Já ouvi dizer que Cerveira é muita linda. Tem ar puro e acorda com o chilrear dos passarinhos Até eu gostava de viver no campo.A natureza para mim é o que temos de mais belo. E eu admiro as coisas mais simples da vida.

Obrigada pela simpatia que me faz tão feliz. Bom domingo

Mara

Mara disse...

Querida Mariazita,

A tua visita fez-me muito feliz. Andavas um pouco afastada e isso me chegou a preocupar. Aprecio a maneira como se te diriges a mim. Demontras uma linda amizade. Tens realmente boa memória mas, sabes, para minha tristeza o meu "leonardo" morreu. Depois de operação que fez ficou fraquinho mas reagiu ao fato de ter só uma perninha e atá já cantava bem.
Um dia apareceu caído na gaiola, pequei nele, massagei~lhe o coração e pensei fazer respiração boca a boca mas, como podia se ele tinha bico e não boca. Já tinha contado esta história. Até já a terás lido.
Tenho estado a dar um pouco mais de atenção ao meu blog, que estava abandonado. E o meu blog é o meu canto que me faz feliz

Da tua amiga
Milai

Maria Letra disse...

Olá minha querida amiga!
Atenta como és sempre a tudo com que a natureza te presenteia, deve encher-te de felicidade ver o espectáculo que descreves. Eu não tenho tanta sorte. Onde vivo não há gaivotas, mas há corvos e muitos outros passarinhos que me dão o prazer de serem o meu despertador todas as manhãs. E .... tenho uma outra coisa que ADORO!, os meus esquilinhos queridos. Cheiram mal mas são um encanto. E vêm comer à minha mão os amendoins que lhes dou, ficando a comê-los bem perto de mim. A minha neta quando esteve a passar férias aqui comigo, ficou deliciada.
Voltarei sempre que possa, amiga, porque tu sabes o quanto admiro tudo o que fazes.
Abraços.
Maria Letra