26.10.11

CANTAR...CANTAR...CANTAR

Uma vozinha interior
Me diz com muito amor!!!
Canta, canta... canta
Que sei que gostas...!

A tua voz é linda
E tens saudades dos tempos,
Em que cantavas no coro
No meio de tantas vozes...!

P'ra ti o coro acabou,
Mas a voz ficou!
E que bem que te faz
Cantar, cantar, cantar...

Para matar saudades,
cantas e cantas,
Sozinha no teu silêncio,
E te ouves com encanto!

Momento maravilhoso esse,
No teu recanto de ouro.
No conforto do teu lar!
Onde choras, ris e cantas!

Mas ficas sempre feliz,
Sempre contente...
Porque fazes o que amas,
E farás para sempre...

Adelaide 2011

*

5 comentários:

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Adelaide querida,muito obrigada pela visita emmeu cantinho 'Divagando'.
Graças a Deus que temos FÉ, graças a Deus que temos Nossa Senhora Aparecida como Mãe e Padroeira de nosso coração.
Que a Boa Mãe proteja você e a ilumine com sua luz abençoada.
Amo vir aqui em seu blog me alimentar de poesia linda e verdadeira.
Um beijo em seu coração.

Adelaide disse...

Minha grande Amiga,

São divinais as palavras que compõem o seu comentário. Querida, não mereço tanto...
Mil beijinhos
Adelaide

maria teresa disse...

Olá querida para além de escrever versos também gosta de cantar e fá-lo mesmo em silêncio.
Isso é óptimo! A voz do povo diz :"quem canta seus males espanta"!
Viva a alegria de viver!
Beijo meu!

Adelaide disse...

Maria Teresa, cantei no maior coro de Ópera aqui no Porto, durante quase 15 a 20 anos. Cantávamos só ópera, eu era soprano e adorava cantar. Tive que desistir porque os ensaios eram sempre à noite. Vivi momentos de sonho, um deles inesquecível, no Mosteiro dos Jerónimos, no jardim de Inverno. Foi uma noite de sonho!!!
Resolvi colocar no meu blog, peças em vídeo e, assim, tenho o prazer de cantar na mesma. É verdade, quando canto meu mal espanto!
Beijinhos
Adelaide

Augusto Branco disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.