21.5.10

AO VIRAR DA ESQUINA







Era uma tarde linda de sol.
As ruas cheias de gente.
O corre corre habitual.
Nesse dia percorri calmamente
Os meus caminhos de sempre.
Por vezes até parava, de repente,
Para admirar uma varanda florida,
Graças ao gosto que tem muita gente.
E as cidades ficam lindas e com vida!
Depois continuava, na minha passada lenta,
E admirava as montras tentadoras
Daquelas ruas de lindas lojas... sem vendas!
O meu pensamento não parava, compro?
Não, não compro.
Envolta nos meus pensamentos, continuei,
Até que dobrei a esquina e...
Ah, perdão, querida senhora, a minha distracção!
Não faz mal, pode repetir, eu gostei, ela disse!
De abraços assim já estava esquecida...
Eu tinha mesmo caído nos braços daquela bela senhora,
Linda e encantadora, mas,
Mas forças já não tinha!
O que senti foi muito belo!
Aquela senhora idosa, adorou o meu abraço
E eu também amei o abraço dela!
Por algum tempo, no meio de tanta gente,
Ficamos conversando, e eu ia observando
Seus belos olhos azuis, alegres e tristes
Porque 2 lagrimitas lhe saltaram
Daqueles olhos que tanto já tinham visto!
Sua vida já longa não mais esqueceu.
Como eu... como eu...
E depois também chorei...
E não mais esquecerei aquela linda senhora!


***

6 comentários:

Ana Martins disse...

Boa Noite Mara,
sentimentos puros aqui demonstrados e contados em forma de poema. Um pedaço de tempo que o tempo não conseguirá apagar!

Muito obrigada pelo apoio e pelo voto.

Beijinhos,
Ana Martins

Adelaide disse...

Querida Ana,
Muitos, muitos parabéns pelo sucesso obtido com o MELHOR POEMA.
E com tantos votos...incrível!!!!!

Muitos beijinhos e um forte abraço
Mara

Luis disse...

Minha Querida Mara,
Antes de tudo o meu muito obrigado pelos seus parabéns à Tulha. Quanto ao seu post achei-o de uma sensibilidade imensa que as deleitou às duas. Quando assim acontece é lindo!!!
A propósito a fotografia da esquina escolhida pertence a um edificio de escritórios onde trabalhei durante cerca de dez anos.
Um beijinho amigo e um bom fds.

Adelaide disse...

Querido Luis.

Então acertei no prédio!!!!!
Nem me diga.Há coisas incriveis.

Tirei a imagem da net!!!!

Um abraço da amiga
Mara / Adelaide

Maria Letra disse...

Tu sabes já que me ri a perder com um certo pormenor deste teu post e respectivos comentários.
Quanto ao poema e respectivo encontro ... muito lindos. Parabéns!

Adelaide disse...

Querida Mizita,

Já sei a que te referes... Com 3 letrinhas apenas se escreve...

Há coisas que até parecem mentira!!!

Nós é que sabemos.

Beijinhos