4.9.09

A POESIA E O AMOR



















As rochas molhadas
Pelas ondas do mar,
Salgadas,
Felizes,
De tanto amar,
Não se desprendem
Do seu lugar.
Esperam ansiosas
O carinho de seu mar


Águas que não páram,
Águas que vão e voltam
Para suas rochas afagar!
Como gostaria ser rocha
Presa na areia quente e húmida,
Na areia molhada por aquele mar
Que não pára de ir e voltar!


******

5 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Olá MARA

Lindo poema! Adorei.

Amiga passe pelo meu blog, tem mimos para si. Obrigao

Alvaro

Ana Martins disse...

Já comentei no Sempre Jovens, mas tenho que voltar a dizer que adorei este seu poema Mara, e que cada vez os seus escritos são mais lindos.

Beijinhos,
Ana Martins

Sonia Facion disse...

Oi Mara!!!

O mar é lindo e tras consigo inusitadas canções, poesias e mistérios.

Bom fim de semana.

sonia

Fernanda disse...

Parabéns Milai,

Mais um lindíssimo poema.

Beijo

Luis disse...

Olá Amiga,
também já tinha comentado no Sempre Jovens mas não quiz de deixar aqui os meus parabéns.