8.9.09

ORFEU E EURIDÍCE









ORFEU O "PAI DO CANTO"

"PAI DO CANTO" foi o título que lhe deram. Era considerado músico lendário e poeta. Diz a lenda que recebeu uma lira de Apolo e que as deusas das artes, as Musas, eram suas mestras. Com a música que elas lhe ensinaram foi capaz de encantar os homens e os animais, dar movimento às árvores e até, segundo a lenda, mover rochedos!!!
Sua esposa, Euridíce, morreu, e ele suplicou ao seu Deus padroeiro que lhe desse capacidade para a libertar do reino de Plutão. Sua prece foi ouvida com uma condição: "não deveria olhar para ela enquanto não estivesse completamente fora do mundo subterrâneo". Com a sua música conseguiu maravilhas. Venceu Plutão e as Fúrias que são criaturas selvagens que guardam as portas desse mundo escuro de morte. Porém aconteceu o que não devia ter acontecido. À vista de Orfeu, Euridíce ficou louca de amor e não percebia porque Orfeu não olhava para ela!!! Pediu-lhe que a olhasse e ele... não resistiu...! Euridíce, ainda não estava completamente liberta da escuridão, e o olhar do seu bem amado, por ter desobedecido à condição acordada com o seu Deus padroeiro, empurrou-a de novo e para sempre para o mundo de Plutão. Esta história de amor bela mas funesta serviu de tema a muitas óperas especialmente as de Gluck e Monteverdi.


*********

11 comentários:

VANUZA PANTALEÃO disse...

Mestra Maqira!
Que saudade!
Essa lenda é uma das minhas preferidas e o Vinícius andou musicando-a e a filmou também. Cacá Diegues, recentemente, também a filmou.
Interessante, como eram "humanos" os deuses!!!
Beijinhosssssss

VANUZA PANTALEÃO disse...

Ah, fiz um link seu nos "Blogs Amigos"...mais próximas ainda!

Irene Moreira disse...

Mara, Boa Noite! Muito interessante e não poderia deixar de servir de tema para uma bela ópera. Obrigado pela visita e comentário deixado em minha postagem. Muito gratificante e incentivador para mim. Bjs

Mara disse...

Querida Vanuza,

Que beleza de mulher. Que elegancia !

Obrigada pelos links. Vou ficar comhecida por aí! Maravilha.

Beijos
Maqira

VANUZA PANTALEÃO disse...

Amiga do coração,
Linda é você! Culta, delicada e nessa foto do perfil...assim, pensativa, uma beleza, enfim. Há tanto tempo juntas, sinto-me como se fôssemos uma mesma família.
Um ótimo final de semana, Mara!!!Bjsss

Mara disse...

Querida Vanuza,

As suas palavras entraram bem fundo no meu coração. É com muita alegria que a considero como uma pessoa de família, uma irmã, por exemplo. Não tenho uma irmã e sinto essa falta.

Linda, elegante Vanuza, mulher de classe e de muita categoria. Quem sou eu ???

Beijinhos
Mara / Maqira / Vovó Milai

Mara disse...

Querida Irene Moreira,

Falou em Ópera e tocou no meu ponto mais sensível. Vivi a Ópera por dentro, cantei-a cheia de alegria. Vivi momentos de felicidade incrível!
As palmas faziam-me pele de galinha e o meu coração até ficava quente como se tivesse vivido um enorme momento de amor.

Beijinhos
Mara

VANUZA PANTALEÃO disse...

Amiga querida, sem o doutora, títulos pesam demais, embora sejam até úteis. O importante é amar, amar, e, finalmente, amar!
Te amo muito, pode crer!!!

Daniel Costa disse...

Mara

Gostei do primeiro comentário, há quanto tempo?
Fique com vontade te visitar mais, mas sabes como é... o espaço tempo!
Aprofundei um pouco mais a assunto que abordaste.
Por fim fiquei radiante por me acompanhares.
Considerações,
Daniel

Vieira Calado disse...

Oh, caríssima!

robe os meus poemas quando quiser.

É só copiar a imagem ... e postar!


Bjs

Mara disse...

Grande Poeta Vieira Calado,

Obrigada por um tão grande coração.

Beijo
Mara