26.12.08

A URSA E O FILHO

A PACIÊNCIA e a EDUCAÇÃO corrigem os defeitos.

Uma ursa tinha um filho recém-nascido. Era horrivelmente feio. Não se reconhecia nele figura de animal. Era uma massa informe.
A ursa, envergonhada de ter tal filho, foi procurar uma gralha sua vizinha, que fazia grande barulho com a sua falácia.

-"Que farei deste pequenino monstro, minha boa comadre? perguntou-lhe a ursa. Tenho vontade de o estrangular".

-"Não faças tal, respondeu a faladora. Tenho visto outras ursas no mesmo embaraço que tu agora tens. Vai, acaricía docemente o teu filho, em breve ele será bonito e te dará honra.

A ursa acreditou facilmente no que ouviu em favor do filho; teve a paciência de o acariciar por muito tempo. Tempos passaram, ele começou a tornar-se menos disforme, e ela foi agradecer à gralha nestes termos:

-"Se tu não tivesses moderado a minha impaciência, eu, cruelmente, teria despedaçado o meu filho que é agora todo o enlevo da minha vida.

Oh! como a impaciência impede a prática do bem e é a causa de tantos males.

27 comentários:

Bill Stein Husenbar disse...

Boas Festas.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Mariazita disse...

Querida Milai
Mas que grande ursa!!! :)))
Falando sério, a paciência é uma grande virtude, que devemos cultivar com desvelo para que cresça e se fortaleça a cada dia que passa.
Há um ditado popular, que por certo conheces, e que é mais ou menos assim:
"Cadelas apressadas parem (de parir) cães cegos."
Na verdade, quem não tem paciência para esperar, não pode obter obra perfeita.

Continuação de Boas-festas.

Beijinhos
Mariazita

Chris disse...

Que belíssimo texto, muito bonito e nos traz á realidade.
Estou te acompanhando pra poder ver com calma as outras postagens.

Desejar a ti um 2009 Maravilhoso

Bjs,
Chris

Mara disse...

Meus amigos,

Obrigada pelas vissas visitas que me fazem sentir tão feliz.

Beijinhos para Bill, Mariazta e Chris.

MilaiMara

Sonia Facion disse...

Ola Mara

Obrigada pela visita.

Desculpa a demora em retribuir a visita, mas como comentastes no blog de mimos, eu demorei prá ver.

Aproveito para desejar-te um 2009 de muitas alegrias e realizações.

Com carinho

Sonia

Sonia Facion disse...

Em tempo....

Realmente a paciência é o motivo de muitas alegrias..

Bjks

Sonia

as-nunes disse...

É para desejar um BOM ANO de 2009, que aí já está a espreitar. Só espero é que ele não nos meta num beco sem saída!
Tenho esperança que não.
Um beijo
António

Mara disse...

Todos estamos a ver o 2009 um pouco enevoado. Nem o PM nos dá notícias alegres. Só nos pede paciencia e para apertar mais um furo no cinto. Há quem esteja assustado. Eu estou. Mas, como diz o meu amigo António, vamos tentar ser pacientes, até porque que já estamos habituados a isso. E que a esperança nos dê força para continuar
vivendo.

Um beijo
Milai

A. João Soares disse...

Querida amiga e colega Mara,
Bpnito texto que dá muito que pensar. É a paciência e a concretização do ditado «quem o feio ama bonito lhe parece». A repetição das carícias feitas pela mãe ursa, criaram nela afeição pelo filho monstruoso e passou a ser tolerante, encontrando beleza nele.
O que é importante é a nossa disposição perante o ambiente circundante. A felicidae depende de nós, da nossa postura perante os outros.
Quem fala muito muito como a gralha, às vezes diz coisas certas. Temos de fazer um esforço (tem de ser muito grande!) para ver se os nossos políticos palradores dizem algo de verdadeiramente correcto!!!
Beijos e os melhores votos para 2009
João

Ana Martins disse...

Feliz Ano Novo amiga!

Beijinhos,
Ana Martins

Vieira Calado disse...

Desejo-lhe

UM BOM ANO de 2009

Beijoca

Bill Stein Husenbar disse...

Feliz ano novo.

Feliz 2009!

Que os sonhos se concretizem.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com

O Profeta disse...

A humildade da água
Uma folha solta no vento
Cai sobre o mundo um manto de fino orvalho
Cada gota aprisiona um pensamento


Que o ano de 2009 seja a chegada aos teus mais
verdadeiros sonhos, que a tua alma encontre as mil cores
do feliz pensamento…


Que os nossos caminhos se juntem no espaço intermédio
entre a ternura e o tempo da viajem.



Mágico beijo

Maria Letra disse...

Milai querida,

Irei repetir-me, mas àcerca do novo "look" do teu blog gostaria de dizer-te o seguinte:
Era, exactamente, o que teria gostado de conseguir quando escrevia no "Blogger". Dado que não consegui o que queria, estou a construir a minha própria página como, aliás, sabes já.

Em relação ao que escreves, repetindo-me com muito prazer, permito-me transmitir-te o que sinto sempre que leio os teus trabalhos:
"Transparência", qualidade primeira quando descreves páginas do teu mundo; "Sensibilidade profunda", quando fazes da poesia uma forma de desabafo; "Feminilidade" quando descreves o teu universo familiar e não só"; "Não indiferença" em relação aos dramas da nossa sociedade portuguesa; "Autenticidade" numa MULHER que sempre conheci (e já lá vão uns bons 26 anos)como honesta e muito feminina.
Espero poder ter o prazer de continuar a ler muito mais do que escreves.

Maria Letra disse...

Olá Milai!

Vou, muito provavelmente, repetir-me, mas vou deixar aqui o meu comentário aos vários "extractos duma linda Mulher", que acabei de ler:

Tudo o que escreves reflecte, com grande transparência, a Mulher que tu és: Inteligente, Extremamente Sensível, Não Indiferente a tudo o que te rodeia, Muito Feminina.
Gosto muito de ler o que escreves porque, além de ser escrito por uma amiga de há uns 26 anos, tal como tu "sinto" profundamente o que se passa à minha volta e à volta dos meus 6 filhos e 11 netos ..., portanto ... continuemos a escrever.
Logo tenha a minha página www.mlmlt.net completa, avisar-te-ei. Entretanto, "keep writing and I will keep reading it".

Mara disse...

Querida Mizita,
Pediste-me para apagar um dos teus comentários. Não consegui, pelo menos até agora. Dizes-me coisas tão belas, tão carinhosas, tão tocantes...Uma lágrima me caíu pela face, de comoção, de alegria pela tão grande amizade que me tens. A minha amizade por ti também é muito grande, assim como a minha admiração. Tinha muito mais para te dizer mas nem consigo nesto momento. Só posso mandar-te um beijo do tamanho da nossa amizade. Até sempre.

Milai

Maria Letra disse...

Não tens que sentir-te no dever de agradeceres os meus comentários, porque eles são ditados pelo coração. A cabeça, aparentemente, está a funcionar mal mas, em realidade, está fresca como uma alface. Este àparte porque, como podes ter verificado, os meus dois comentários são muito semelhantes. Aconteceu que fiz um primeiro e o blog não me acusou a sua saída para publicação. Assim, no dia seguinte, fiz um segundo, pensando que o primeiro tinha sido cancelado. Só depois de ter feito o segundo verifiquei que os comentários mais recentes estão no fundo da página. Que tristeza! Mas não importa. Qualquer deles é muito sincero.
Beijinhos Milai.

Mara disse...

Querida Mizita,

Sábado, 8,28, capicua, final de mais uma semana turbulenta, com meninos electricos, cheios de vida e força. Estou saborendo agora o meu silêncio, decidi vir ao meu novo brinquedo e dou de caras com mais um comentário teu, escrito como só tu sabes. Se abrires uma conta no gmail apresentar-te-tei um grande amigo para que possas colaborar no seu blog com os teus belos escritos. Se quiseres, claro.
Porque tens uma cabeça cheia de cultura e um QI alto com certeza, tens que ser aproveitado.

Mara disse...

- ...aproveitada...

Maria Letra disse...

Olá Mara!!!
Não há nada melhor do que crianças à nossa volta. É isso que me faz taaaannnnta falta!
Eu tenho conta no gmail e o meu blog continua aberto, mas eu nunca mais escrevi nele pelo motivo que te expus: não gostava da apresentação do blog. Estou agora a traduzir para inglês alguns trabalhos, afim de começar a publicá-los na minha nova página. Como poderás ver, "My Own Realm" continua em aberto em http://www.marialetra.blogspot.com.
E agora vou continuar a minha conversa com o neonato 2009, porque ainda não chegámos a uma conclusão quanto a projectos. Ele não está a aceitar muito bem os meus planos. Sai ao pai dele ....
Beijinhos

Pelos caminhos da vida. disse...

Vim te agradecer Mara por se tornar uma seguidora do meu blog,obrigada,é um prazer para mim recebê-la,seja bem vinda.

Otima semana para vc.

beijooo.

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Mara, Maqira ou Adelaide, és sempre a mesma Doçura que já conheço, felizmente!
Que ensinamento de Amor...Amor Paciente como deve ser.
Amiga, não te esqueço e toda vez que chegas, meu coração se alegra.

2009 só poderá estender um tapete de Flores no seu caminho!!!
Beijinhos

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Olha eu com pressa!Risoss...você falou em "roubo"?
Mara, você PODE TUDO no nosso singelo espaço, ele é todinho seu!!!Bjs
(vou sair daqui a pouco, é isso!)

Mara disse...

Querida Vanuza,
Dizes-me coisas demasiado lindas. Então essa do tapete de flores...! Como poderia eu magoar as flores que tanto admiro. Tenho uma pequena japoneira no meu jardim cujo desenvolvimento tenho vindo a observar para descobrir a primeira camélia. Hoje, mais uma vez fui espreitar e, não queria acreditar. A pequena arvore estava cheia de grandes botões e duas enormes camélias brancas raiadas de vermelhos. Belas, tão belas que, docemente, pousei um beijo naquelas pétalas tão macias. Momentos assim são chamados momentos de graça. A Natureza é a nossa alegria e precisa tanto do nosso amor.

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Camélias brancas com raios avermelhados...até consigo vê-las...até sumiu meu cansaço!

Beijinhos, Mara!!!

literatura disse...

Olá Amiga Mara!
Seja benvida ao meu espaço. - Isto é, apenas uma forma de ver, o ponto onde me situo, nessa imensa blogosfera onde circulamamos.
Já visitei o seu blog e gostei do tema. Ele tem o condão de ensinar às pessoas, que é o tempo e a paciência que nos leva a gostar das coisas...
Também gostei da sua frase na mensagem que me enviou. Pois um grande sábio da Antiguidade - Sócrates - usou um raciocínio parecido com o seu «Só sei que nada sei« para, através do diálogo com as outras pessoas ir descobrindo verdades
sobre os mais variados campos do saber.
Pronto! amiga, aqui deixo um beijinho e desejos de FELICIDADES.

Neves

Maria Letra disse...

Olá Mara! Obrigada por me teres contactado. Passo por um momento de preocupação com problemas de saúde na família, como aliás te disse no meu e:mail. Tenho vindo aqui algumas vezes mas, muito sinceramente, nem tenho tido coragem para escrever. Mas isto vai passar. O meu positivismo nunca me deixou ficar mal, não é agora que isso vai acontecer.
E ............ por favor! Escreve, escreve sempre, para permitires que outros, com a tua sensibilidade, encontrem no que escreves uma comunhão de sentimentos que vai rareando ... a do amor pela expressão poética que uma simples flor tem o milagre de nos transmitir.
Beijinhos da sempre amiga,
Maria Letra