27.10.09

ANEL DE ATLANTE








Prata de Lei -


“Nunca tinha imaginado que a forma de determinados objectos pudesse causar tanto impacto sobre o ser humano, os animais e os demais seres vivos”
Este é um comentário habitual entre as pessoas que assistem aos cursos relacionados com energias terrestres, telúricas, geobiologia, radiónica, e outros etc.…. Por exemplo, desde há muitos anos se conhece a existência de redes magnéticas que percorrem a superfície terrestre, chamadas redes Hartman e redes Curry. Se um ser humano se situa sobre os chamados cruzes de linha e permanece muito tempo sobre estes lugares, sente-se mal e pode terminar por ficar doente. No entanto, com determinadas figuras geométricas, os efeitos negativos diminuem ou desaparecem. Inclusive é possível modificar o efeito de negativo a positivo.


A curiosa relação entre as “ondas de forma” e o chamado “Anel Atlante”
Os objectos emitem ondas de forma positivas, neutras e negativas. Habitualmente as pessoas sentem certa rejeição a estruturas geométricas que acham “feias”, “pouco harmónicas” o “distantes de seu gosto”. Na realidade, quando dizem isto estão percebendo uma vibração invisível negativa por parte do que observam. Há que dizer que a maioria dos objectos geram energia neutra e uns poucos mostram emissões positivas e muito poderosas para o ser humano. Este é o caso do “Anel Atlante” ou o de certas formas piramidais.


Mara

3 comentários:

Maria Letra disse...

Interessante texto, amiga Mara. Já tinha lido, realmente, um pouco sobre este assunto e fiquei surpreendida. Pegaste num assunto de muito interesse, mais uma vez.
Beijinhos.
Maria Letra

MARA disse...

Obrigada querida amiga,

Quando encontro um tema que chama a minha atenção não resisto a colocá-lo no meu espaço. Ainda bem que gostaste.

Beijos
Milai

Luis disse...

Este texto lembrou-me um facto passado com o meu Pai. Ele detectou que quando tirava o relógio do pulso este parava e por isso pensou que o mesmo deveria ter alguma sujidade e que eram os movimentos do seu braço que o mantinham a trabalhar. Assim pensando levou-o ao seu relojoeiro para que este fizesse a limpeza. Quando o foi buscar ficou espantado por lhe terem perguntado se ele trabalhava com artigos elétricos ou com magnetes pois o relógio nada tinha de sujidades estava era altamente magnetizado e que quando lhe faltava o campo magnético do seu pulso ele simplesmente parava. O meu Pai nem queria acreditar no que lhe disseram e só aceitou o facto quando lhe ofereceram um livro onde era explicado tal facto. Eu próprio não durmo bem enquanto não tiro a aliança do dedo. Há coisas estranhas que são difíceis de entender...
Um beijinho amigo.