20.6.11

LAGRIMAS DE MENINA










Zizi, olhos negros da cor da noite que nos cobre e envolve, tinha lágrimas nos olhos, e estava sentada numa pedra do caminho sozinha e entregue aos seus pensamentos mais profundos. "Olá querida menina, como te chamas....? "Zizi".... Porque choras lágrimas tão tristes quando rir de felicidade seria o que deverias fazer?
A Zizi não era capaz de falar, as lágrimas continuavam caindo, sem parar. Algo lhe teria acontecido que ela não queria contar..."
Tua mamã ralhou-te? Bateu-te? Ou foi o teu papá que falou mais alto contigo?
Ajoelhei, abracei-a, beijei-a, senti o calor do seu corpinho doce e acariciei seus longos cabelinhos dourados. Era isso que lhe faltava...amor... carícias...beijos...calor humano.
Depois fui eu que chorei sem parar, característica muito peculiar em mim, A CHORONA, porque compreendi o problema da Zizi e o de todas as Zizis espalhadas por este nosso mundo gelado de amor, de sensibilidade e de fraternidade! Triste de dizer e difícil de compreender neste mundo onde há tanta infelicidade e, maldade sem fim.
Com o meu abraço a menina sorriu e eu também...


Adelaide

2 comentários:

Maria Letra disse...

DOCE, ESTE TEU TEXTO! Quantas lágrimas cairão no rosto de tanta criança que sofre o abandono de quem deveria amá-las sem qualquer preconceito de raça ou de condição social. Criança é símbolo de AMOR e de Inocência.
Um grande beijinho, amiga!

Adelaide disse...

Obrigada minha grande amiga,

Os teus comentários trazem sempre um pouquinho da tua enorme inteligência. A criança é na verdade um símbolo de AMOR e INOCÊNCIA. Se me permites, diria também, de BELEZA, PUREZA, TERNURA e muito mais...

Um grande abraço dos meus, que muitos não conhecem e não sabem o que perdem.

Doce beijo.